Leão da Montanha

Leão da Montanha

Modelo: DA14123
Disponibilidade: Em Estoque
Preço: R$ 10,00

O Leão da Montanha vivia numa caverna que ele tentava deixar o mais agradável possível e habitável para si próprio. Mas, apesar disso ele era um leão azarado, pois tudo que ele fazia, acaba no final se tornando pior do já estava. Quando o Leão da Montanha começou a aparecer dentro do espetáculo do Pepe Legal atuou como um fora-da-lei: um ladrão de ovelhas que enfrentava o protagonista ele tinha a cor alaranjada, era totalmente despido e somente depois, aos poucos começou a ter a tonalidade cor-de-rosa e assim permanece até os dias de hoje. Depois de ganhar traços mais angulares e se tornar de boa índole, personagem voltou em 30 de janeiro de 1960, no segmento do Show do Zé Colméia. Além disso passou a usar punhos de uma camisa social, gola de camisa levantada como nos anos 40, com uma gravatinha borboleta e às vezes aparece também usando uma cartola, que dependendo da ocasião é preta, verde ou outra cor qualquer.

O Leão da Montanha possui uma fala mansa sonora e foi vocalizado originalmente por Daws Butler e no Brasil por Chico Borges, numa versão realizada pela AIC/SP, era bastante charmoso, possuía muita elegância e era tremendamente educado. O personagem também demonstrava ter grande conhecimento das artes e adorava fazer citações de William Shakespeare, por quem tem grande admiração. Sua frase favorita no desenho original era “Heavens to Murgatroid”, que no Brasil ficou conhecida como “Pelas barbas de Neturno!” e suas variações, conforme o episódio e a situação. Na realidade essa frase “Heavens to Murgatroid” foi proferida pelo ator Bert Lahr no filme “Meet the People” de 1944 e que Hanna e Barbera incorporaram no personagem do Leão da Montanha, assim como o jeito de falar e se portar que lembravam as caracterizações de Bert Lahr, especificamente para o personagem Leão Covarde do filme de 1939, O Mágico de Oz.

Seus bordões também ficaram famosos e deixou uma marca inesquecível para os fãs da série: o genial jogo de cintura para sair de situações complicadas. Como “Saída, pela esquerda”, que também poderia ser pela direita, para cima ou até para baixo. Ele as usava as variantes conforme a sua necessidade no momento, assim como o seu posicionamento ao proferir essas frases, típico de quem a qualquer momento acabaria saindo correndo.

O Leão da Montanha também tem um grande oponente. Trata-se do Major, um caçador baixinho e quase tão atrapalhado quanto Hortelino Troca-Letras de Pernalonga, que surgiu em 1960.

 

Idiomas: Português 

Episódios: 25

Formato de Tela: Fullscreen

Mídias: 1 DVD

Região: ALL 

Procedência: TV-Rip

Fazer um comentário

Seu nome:


Seu comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim            Bom

Digite o código da imagem: